Imagem Zero Seis

Estranhamente, pelo menos para alguns menos atentos, todas as vistorias da Liga, INEC e outras entidades vieram a dizer que não havia riscos com a bancada do Estoril Praia.

Como tal amanhã, no jogo em que o Estoril irá receber o nosso Sporting Clube de Portugal, essa famosa bancada estará aberta e ocupada por milhares de leões.

Estranho tudo isto certo? E mais estranho como foi possível ignorar completamente os regulamentos para que o jogo se fizesse em 48 horas após o sucedido.

Mas pronto, que não vire moda quando um clube estiver a perder ao intervalo, com jogadores esgotados fisicamente e privados da sua única unidade criativa, se faça parar o jogo. Isto especialmente porque os regulamentos até permitem, estupidamente, nestes casos usar essa tal unidade criativa que não estava em condições para o jogo original.

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando a clubite cega as pessoas, não há nada a fazer.

    Do que li neste post, aquilo fui tudo combinado, certo?

    “Tamos a perder, avisem às 2.500 pessoas naquela bancada que é para “inventar” as rachas nos pilares e no chão e também os cimentos frescos”, certo?

    Do que li neste post, era melhor jogar mais 45 minutos e correr o risco daquilo desabar com 2.500 pessoas, incluindo velhos, mulheres e crianças lá cima, certo?

    Amanhã são 2.500 sportinguistas que lá estarão, incluindo velhos, mulheres e crianças.

    Eu espero que, desde a data do jogo do FCP até amanhã à tarde, que as obras que lá fizeram em tempo recorde estejam em plenas condições de segurança para acolher 2.500 adeptos do Sporting, e que corra tudo bem.

    A propósito, o autor do post vai assistir o jogo daquela bancada?

    • “…como foi possível ignorar completamente os regulamentos para que o jogo se fizesse em 48 horas após o sucedido!”
      RBN, não me parece que alguém esteja a dizer que foi de propósito! Apenas que dado o precedente… pode vira acontecer com esse propósito um destes dias!

      A idéia é que segundo os regulamentos, o jogo deveria ter sido concluído dentro de 48 horas… e não foi! Porquê?! Porque uma das equipas não quis (segundo o que se soube pela SC)!

  2. Os regulamentos diziam mais coisa para além das 48 horas, e se foi decidido que seria dia 21, foi em comum acordo com Liga e Estoril, não foi apenas o FCP que “ordenou”.

    Sem mencionar a logística de um jogo da I Liga, que como sabes envolve muita gente, e como sabes, não deve ser nada fácil fazer meia-parte de um jogo de futebol de um dia para o outro.

    A bancada devia ter sido deixada do jeito que estava desde que os adeptos do FCP sairam de lá, mas claro está que houveram pressões e obras rápidas para que pudesse abrir para o jogo do Sporting.

    Mas penso que voces sportinguistas sabem que, pelo mais recente relatório do LNEC, a parte de baixo da bancada, na zona dos balneários, continuará interditada, não sabem?
    Sabem que vão ter acesso àquela bancada por outra via recém construída, não sabem?
    Sabem que durante o jogo, os bares e casas de banho não serão as da tal bancada, não sabem?

    Não quero vencer na secretaria, mas até agora onde está o culpado (ou culpados) da bancada ter cedido, de estar interditada em alguns pontos e com a sua capacidade de lotação reduzida em quase mil pessoas.
    Rachas daquele tamanho nos pilares não é de um dia para o outro, e cimento fresco para disfarçar brechas mal construídas pode ser de um dia para o outro.

    Que houve negligencia e “deixa andar” de quem inspecionou a bancada, não há dúvidas, quem inspecionou deu uma olhadela de 2 minutos e assinou OK, o estádio está apto, mesmo cheio de rachas e cimento fresco…quando acontecer uma desgraça, aí vai ser igual a Pedrógão e outras tragédias que poderiam ser evitadas se o(s) responsável(is) tivesse(m) feito o seu papel direito: vão imediatamente tentar achar culpados, mas aí já será tarde… a tragédia já aconteceu…

    Repito, espero que amanhã no Estoril corra tudo bem, mas eu se fosse sportinguista e fosse ao estádio, jamais assistia ao jogo daquela bancada…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.