Todos sabíamos a dificuldade deste jogo contra o Chelsea. Fomos até um dos estádios mais difíceis da atualidade com a vontade de ganhar. E com vontade de o conseguir lutando.

Perdemos o jogo. O Chelsea foi um justo vencedor. Nós fizemos um bom jogo, mas fomos inferiores. Dignos, mas inferiores.

O que gostei

Do brio e da atitude da equipa. Sinto que somos uma grande equipa em formação. Mas ainda temos de crescer muito para poder ganhar regularmente a este tipo de adversários.

De ver Paulo Oliveira a melhorar a cada jogo que passa. Precisamos de um central é verdade. Mas antes de ver Paulo Oliveira temi que precisássemos de dois…

De ver Carrillo a assumir as despesas do jogo ofensivo da equipa. Mais um bom jogo do peruano que parece finalmente afirmar-se.

De Adrien e João Mário a unirem esforços para conciliar luta e posse de bola.

Jonathan Silva voltou a entrar muito bem. Temos dois grandes laterais esquerdos. Deve ser a melhor dor de cabeça de Marco Silva.

E claro do nosso Rui Patrício. É nestes jogos que o metem mais à prova. E é nestes jogos que ele diz presente com mais força. Um dos grandes guarda redes mundiais desta altura.

O que não gostei

Da derrota. Nunca festejo nem sequer fico menos chateado por perder. É o meu ADN e o ADN do Sporting.

De Capel. Não consigo perceber porque jogou ele em vez de Carlos Mané. Só se for para tentar ganhar mais mercado em Inglaterra. Mas se essa era a intenção, falhou por certo.

Conclusão

Fomos dignos, mas ainda assim temos de ver que o vencedor foi justo.

Nota especial para a onda verde que invadiu Londres. Muitos bons e ruidosos. Somos grandes!

Deixar uma resposta