Ainda custa pensar neste jogo, e da forma que fomos eliminados. Mas como pessoa analítica que me considero está na altura de ver um pouco mais, e pensar no que nos fez perder esta eliminatória.

Depois de reflectir sobre o facto cheguei a dez motivos, que juntos nos fizeram perder esta eliminatória.

Aqui ficam eles por ordem descendente de importância.

10 – A prestação no campeonato anterior.

Esta serve quase como bónus é verdade, mas se tivéssemos feito um campeonato melhor com Marco Silva no comando não teríamos perdido esta eliminatória, porque estaríamos na fase de grupos directamente.

9 – Adrien pouco lesto a aliviar a bola

Por algumas vezes Adrien no jogo de Moscovo foi pouco lesto a aliviar bolas em situações onde era pedido isso mesmo. No golo, que devia ter sido invalidado por mão na bola, de Doumbia isso ficou claramente patente por exemplo.

8 – Falta de forma física de Bryan Ruiz e Alberto Aquilani

Bryan Ruiz é um craque. Não tenho a menor dúvida disso. Mas as segundas partes de ambos os jogos foram penosas para o Costa Riquenho. E quando começa a perder o gás começa a decidir pior, e a comprometer até. Percebo que precisa de tempo, e não fez pré-época. Mas enquanto estiver nesta forma não pode ficar em campo mais de 60 minutos.

O caso do Italiano é semelhante. Se tivéssemos William Carvalho, lesionado, seria um problema menor. Com a nossa estrela fora de combate tudo fica mais grave.

7 – O Duelo Moussa vs João Pereira

Este foi o sitio por onde todo o perigo do CSKA surgiu. E nunca foi estagnado nos dois jogos.

6 – A falta de eficácia do nosso ataque em ambos os jogos

Em ambos os jogos criámos mais do que suficientes situações para fechar a eliminatória. Falhadas por pontas de lança, extremos e médios, impediram colocar a fasquia do resultado num ponto em que nem os árbitros podiam fazer algo.

5 – O Golo mal invalidado a Islam Slimani

Como se vê no video abaixo, nunca a trajectória pode ter passado por fora do campo. Mais ainda, o fiscal de linha só levanta a bandeirola depois da bola entrar, deixando seguir quando ele é lançada.

View post on imgur.com

4 – O Golo com o Braço de Doumbia

O golo marcado por Doumbia no inicio da segunda parte do jogo em Moscovo é ilegal. Marcado com o braço não deixa qualquer tipo de dúvidas. E numa eliminatória como esta marcar logo no inicio do segundo tempo pode ser a chave para animicamente se tentar a reviravolta, como aconteceu.

3 – O Penalty e Expulsão perdoados sobre Slimani

De todos os casos de arbitragem este foi o mais grave, e passou-se em Lisboa. Com um penalty convertido, e uma expulsão ao jogador do CSKA por evitar de forma irregular jogada de golo eminente, o resultado que sairia de Lisboa poderia dar um enorme descanso em Moscovo.

2 – Somos um clube de um país periférico

Para a UEFA a passagem dos Rublos do CSKA era bem mais relevante que a de um clube da periferia europeia. EM caso de dúvida os árbitros sabiam bem ao que iam…

1 – Somos um clube conotado com o Anti-Sistema

Podem achar lírico, ou até exagerado. Mas desde que começou os casos com a Doyen, as posições tomadas após jogos chave onde fomos prejudicados (caso maior o Shalke o ano passado), colocam-nos na imprensa internacional como um dos clubes mais anti-sistema. E isso não trás nunca simpatia por parte das equipas de arbitragem, uma das partes que mais lucra com o sistema.

2 COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta