Quando abri esta manhã as capas dos jornais fiquei logo com vontade de comprar o Record. Primeiro porque vi que era uma entrevista a Bruno Fernandes.

Depois com vontade de desmontar a quantidade absurda de manipulação que deu logo para ver que estava presente.

Primeiro foi logo a chamada principal. “Quero que o Benfica fique fora da corrida”. Era assim que se apresentava a capa, de forma a parecer que seria algo anti esse clube, coisa que vende quando eles pensam que lhes estão a dar tamanha importância.

Na realidade foram múltiplas as perguntas em que tentaram que Bruno Fernandes o fizesse. E esta resposta vem mesmo numa sequência de três perguntas consecutivas que o jornalista fez sobre o Benfica, todas elas com boas respostas de Bruno Fernandes.

Reparam que não tem nada anti-Benfica nem nada que se pareça certo? Mas esperem mais capas destas e até conferências de imprensa armadilhadas como as que fizeram a Jorge Jesus há dois anos. O Benfica está desesperado à procura de motivação para os jogadores que há muito estão fora desse projecto, e até quem sabe melindrados com a corja que percebem agora que os dirige com as revelações dos emails.

O Ataque à cláusula e a Bruno de Carvalho

Um dos temas que a imprensa tenta recorrentemente criticar ao Sporting desde que dirigido por Bruno de Carvalho são os valores das cláusulas. Que depois os rivais acompanham, mas que é sempre visto como algo negativo quando feito pelo Sporting.

Esta puxada de capa transparece o desacordo de Bruno Fernandes com a sua cláusula.

Agora o que diz é realmente diferente.

Basicamente acha ridiculo este valor, mas que até o aceita bem no panorama do futebol actual. Tanto o é que o assinou no seu contrato.

Mas sejamos honestos, no fundo acaba por ser uma boa entrevista, e até é uma daquelas edições que vale a pena comprar do Record. Para ler esta extensa e boa entrevista vale a pena. Mesmo com uma capa como esta…

1 COMENTÁRIO

Deixar uma resposta