Nem para a Taça Lucílio perdoam. O Benfica vem hoje em todos os jornais como avassalador. Atravessa um momento épico e afins. Mas depois não falam do resto.

Toda a gente sabe que para ganhar a equipas mais pequenas o maior problema é vencer o autocarro. E toda a gente sabe que marcando o primeiro golo acaba o autocarro.

Se acontecer cedo então a goleada é muitas vezes o caminho a seguir.

Olhem bem como eles ganharam ontem o primeiro golo.

Isto é descaradamente uma simulação de penalty. Vejam a distância a que se encontrava Gonçalo Guedes do adversário que teoricamente o derruba quando se manda para o chão.

E com este empurrão, a tal avalanche ficou logo bem mais fácil…
PARTILHA E DE NUNCIA

8 COMENTÁRIOS

  1. Sabes alguma coisa de física? Vou assumir que não…sugiro-te a ires estudar, mais precisamente Física Mecânica…sim eu sei que é pesado, mas não tens que estudar tudo, basta o que é dado no 7ºano, acerca de como funciona movimento e a forma como objectos afectam-se…e a partir desse teu novo conhecimento, olha para a imagem, vê a mão em cima do ombro do Guedes a empurrá-lo, e irás perceber o porquê das distâncias…
    E já agora, também deverias olhar para o pé esquerdo do Guedes a levar um pontapé…exactamente antes de começar a cair.
    Apenas uma sugestão…

    • Sim, por acaso tenho formação superior em engenharia, logo sim percebo de física. E como tal sem que quando ocorre um contacto entre dois corpos a reacção é imediata. Não existe acção depois de já não existir contacto. E visto a queda do jogador do Benfica começar aquando a não existência de contacto esta não pode ser motivada pelo jogador do Moreirense.

  2. “Fosga-se” mas é tão difícil perceber que senão tivesse sido tocado que estava em condições de continuar com o lance ?!!?? O melhor é tirar os filtros e as pálas dos olhos e ao menos tentar falar do que é discutível… Se bem que tenho visto que para os lados de Alvalade tudo se discute… mesmo à frente continuam com uma mentalidade fraquinha… muito mesmo !

Deixar uma resposta