Hoje muito se decide. Não vale a pena dizerem que é só um jogo, que o campeonato é longo, ou mesmo que a liga se vence contra os pequenos. Este jogo é importante a nível pontual. É importante a nível de confronto directo. E é muito importante a nível anímico e moral.

Ganhar hoje passa um sinal a toda a gente que somos os maiores candidatos ao título. E isso provoca os árbitros a terem mais respeito. Os adversários a temerem-nos, e até os adeptos mais reticentes a apoiarem se falhas!

Hoje poderia dizer que deveríamos jogar como sempre jogamos. Com a mesma lógica de jogo e a equipa base em campo. E seria o que diria se tivéssemos toda a equipa disponível.

Muita gente não me deixa dúvidas que jogará, e terá de jogar hoje. Rui Patrício a nossa sempre presente barreira. Paulo Oliveira, o central que cresce a cada dia que passa. Ewerton, que é claramente o nosso segundo melhor quando está em condições físicas. Jefferson, até porque o Marvin ainda não está disponível. Adrien Silva, o nosso dínamo do meio campo, e capitão omnipresente. E claro, Slimani. O nosso tanque de guerra, que lidera todo o nosso processo ofensivo. João Mário jogará por certo, mas a sua posição em campo pode variar muito.

As duas mais complicadas surgem das lesões de William Carvalho e Bryan Ruiz. O primeiro não tem subsituto em lado nenhum do mundo. Bem, no Barcelona com Busquets teria, mas é caso único.

Não jogando ele poderá jogar Aquilani na posição, ou recuar João Mário para o miolo. Caso também não jogue Bryan tudo complica. Porque será mais necessário ainda a colocação de João Mário nas alas. Isso ou abdicar da estrutura táctica pois também falha a presença de Téo, e colocar dois miúdos nas alas, Gélson e Matheus, em simultâneo em apoio a um isolado Slimani.

Depois há essa questão de Slimani. Nestes jogos Téo Gutierrez faz mais falta que nunca. A sua capacidade de chatear no último terço as defesas completa a de Slimani. E o seu faro de golo é mais notado que nunca. Por outro lado, Montero tem uma completa falta de apetência para jogar em pressão, que nestes jogos é fundamental.

A tentar jogar com dois avançados será lógico apostar em André Martins aí? No jogo da taça da liga fê-lo de forma bem interessante.

E sobra a lateral direita. Esgaio não tem mostrado o suficiente. Gosto muito do seu percurso na formação, mas precisa de rodar de jogo. Schelloto mostrou no último jogo, o seu primeiro, que ainda não está em forma. Sobra João Pereira, que até tem vindo a subir de forma. Seria ele a minha escolha.

Como entraria em campo a equipa caso fosse eu a decicir? Assumindo que William e Bryan recuperam:

Rui Patrício

Pereira – Paulo Oliveira – Ewerton – Jefferson

William – Adrien

Mário – Bryan – Gélson

Slimani

Caso ninguém recupere…

Rui Patrício

Pereira – Paulo Oliveira – Ewerton – Jefferson

Aquilani – Adrien

Mário – André Martins – Gélson

Slimani

Jogue quem jogar, no entanto quero a vitória, e acho-a importante, ainda que não decisiva.

Vemo-nos em Alvalade!