Para terminar esta fase da Liga dos Campeões um verdadeiro jogo de Campeões. Chelsea FC defronta o Sporting Clube de Portugal em Londres. E os dois melhores treinadores Portugueses da actualidade também se defrontam.

Os orçamentos são completamente dispares. E como tal o valor de mercado de cada um dos planteis é muito distante. No entanto em campo entrarão onze para cada lado, e teremos sempre uma chance.

O Adversário

O Chelsea é para mim, juntamente com o Real Madrid, a equipa mais forte da actualidade. Um rolo compressor que tem feito excelentes resultados em todos os campos. Então em sua casa, mais fortes ainda.

Mourinho, visto já estar apurado, irá certamente rodar algumas unidades. Mas mesmo que coloque 4-5 habituais suplentes a titulares, o valor destes é muito alto. E mais, vão querer provar que são soluções para a equipa titular também.

O Sporting

Dificilmente será o jogo para manter o esquema de dois avançados dos últimos jogos. Provavelmente o trio de meio campo será reconstruído por João Mário, Adrien e William. E que trio. Neles, e na forma como conseguirem pegar no jogo, passa muita da minha esperança para este jogo.

Maurício e Paulo Oliveira serão os escolhidos para formar a dupla de centrais. Continuo a ter reservas sobre o brasileiro, mas esta dupla está finalmente a certar, e a crescer em campo.

Rui Patrício terá de ser o nosso São Patrício. É uma das unidades mais decisivas que temos para confrontos como este. E em Alvalade contra este mesmo adversário fez uma exibição completamente magnifica.

Nas laterais defensivas os problemas. Jefferson lesionado significará Jonathan Silva a titular. E isso não me preocupa muito, visto gostar muito de ambos. Do outro lado a suspensão de Cédric trará outro desafio.

Ricardo Esgaio é um extremo que aprecio grandemente. Isto, a nível do seu potencial. Neste momento é um jogador ainda em formação. Ter de actuar a titular, frente ao Chelsea em Londres, e numa posição que não é a sua principal, é pedir muito ao Nazareno. Será uma enorme oportunidade para mostrar que é um jovem cheio de força e fibra. Mas o risco existe.

Nas laterais ofensivas, Carrillo e Carlos Mané têm jogado muito bem. Como não podemos contar com Nani, a decisão fica mais fácil.

Para ponta de lança, outra dúvida potencial. Se quisermos privilegiar a posse de bola, e a qualidade técnica, Montero será o escolhido. Se entrarmos por um jogo de combate, sangue suor e lágrimas, Slimani será o jogador ideal. E penso que será este segundo o cenário mais provável, e como tal o Argelino deve ser o titular.

Prognóstico

Vai ser um jogo dificílimo. Vi ao vivo o que este Chelsea consegue colocar em campo contra nós. E a verdade e que eles são uma equipa fortíssima e muito madura. Orientados por um treinador de topo.

Um empate pode bastar, ou mesmo a derrota, mas espero que a equipa consiga trazer um grande resultado de Londres, e nos apure para a próxima fase.

Em frente!

Deixar uma resposta