Caro Rui Patrício,

Espero que não leves a mal o facto de me dirigir a ti por tu, mas sempre que escrevi sobre jogadores foi neste termo. Acho que ‘e pelo facto de sermos uma enorme família Sportinguista e torna-nos mais próximos (jogadores e sócios/adeptos).

Deixa-me dizer-te em primeiro lugar que sempre tive uma admiração muito grande por guarda-redes, contrariamente ‘a opinião geral. Onde nos jogos de rua ou entre amigos, o gordo, o que joga mal ou o incapacitado vai a baliza para não estorvar…
Sempre que jogava a bola ninguém precisava de ser forcado a ir a baliza eu ia toda contente, adorava ser guarda-redes. Porem uma rapariga pequenina como a sardinha e com uma estrutura corporal pouco favorável (onde se alguém mandava um balázio ia eu e a bola dentro) diminuiu as minhas chances drasticamente de ter lugar ‘a baliza e por isso sempre joguei ‘a frente.

Mas, a minha admiração e paixão pelo trabalho dos guarda-redes nunca morreu. Sempre adorei os guarda-redes do Sporting. Quando subiste ao plantel principal tiraste o lugar ao Ricardo e eu na altura, ainda bastante jovem, tinha uma veneração louca por ele (o guarda redes que defendeu sem luvas e mandou os ingleses para casa no euro 2004 ehehe). So que o choque passou rápido e depressa conquistaste o meu coração de leoa com a tua total entrega e amor a camisola. Esse teu magnifico espirito leonino contagiou-me.

Sei que para alguns Sportinguistas uns dias ‘es o São Patrício e noutros ‘es o frangueiro.. Mas para mim seras sempre o grande defensor das balizas leoninas. Erros todos cometemos e tu não sendo um Deus, não ‘es excepção.

Assim que amadureci percebi que poucos são aqueles, ou nenhuns ate, que jogam verdadeiramente com total amor ao clube. Jogam por jogar, respeitam o simbolo e tal, mas vem melhor proposta e adeus Sporting. Mas tu Patrício, tu ‘es o único, o único que me da aquela pequenina esperança de que ainda ha verdadeiros Sportinguistas que jogam por amor ao clube. Essa fe de criança que esta praticamente morta.

Patrício tudo isto para te dizer que te admiro imenso e quem me dera poder ter a oportunidade de ir mais vezes ao estadio para poder ter um daqueles cartazes gigantes “PATRÍCIO DA-ME AS TUAS LUVAS” e assim pela primeira vez na vida sentiria-me uma verdadeira guarda-redes com um toque especial do meu guarda-redes preferido e que tanto admiro.

Obrigada Patrício por seres quem ‘es e espero vivamente continuar a ver-te por muitas mais épocas a defender as redes do Sporting.

Saudações Leoninas de uma leoa que nos bons e nos maus momentos te admira bastante.

Ana Isabel Lages 

Texto escrito por Ana Isabel Lages da página de Facebook Crónicas de Uma Leoa que nos contactou a partilhar o belo texto que escreveu.

Aconselho o gosto na sua página https://www.facebook.com/cronicadeumaleoa/

3 COMENTÁRIOS

  1. Talvez esteja enganado, mas parece-me que o Rui Patrício passou a titular já depois do Ricardo ter saído para o Bétis. Ele tirou o lugar ao Stoikovic, o que não invalida o raciocinio da Ana. O Rui era, na altura, muito novo e foi visto como uma aposta de muito risco. E cometeu muitos erros por causa dessa inexperiencia. Mas provou que mereceu todas as oportunidades que teve. Tenho um orgulho imenso no nosso GR. Não sei se ainda sairá do Sporting, mas arrisco-me a dizer que, ficando a carreira toda, tornar-se-ia, talvez, uma figura ao nível de Manuel Fernandes ou Damas.

Deixar uma resposta