Bom dia caro Marco. Permite-me que te trate assim. É que no fundo, como sócio pagante do Sporting Clube de Portugal, acabas por ser meu funcionário. E como tal deves-me uma explicação sobre algumas coisas que se têm passado com a equipa que te confiámos.

Eu fui dos que mais defendeu a tua contratação, e até a tua permanência em Dezembro. Mas agora surgem-me algumas dúvidas. Acho que para voltar a confiar em ti tens de me saber responder a estes pontos, pode ser?

  • Porque é que a equipa depois de empatar injustamente contra o Benfica foi incapaz de recuperar psicologicamente? É parte das tuas funções certo?
  • Porque é que o Montero, o nosso ponta de lança em pior forma dos três da equipa principal, foi titular no jogo contra o Porto?
  • Porque é que o Capel não rende nada desde Novembro e numa altura em que era preciso virar o jogo contra o Porto foi ele o chamado a campo?
  • Porque é que Ryan Gauld foi devolvido à equipa B depois de provar que já é muito mais jogador do que André Martins?
  • Porque é que Wallyson foi devolvido à equipa B depois de provar que já é muito mais jogador do que Adré Martins?
  • Porque é que o Sarr e o Maurício eram as tuas apostas à frente de Paulo Oliveira e Tobias Figueiredo?
  • Porque é que o nosso plano de saída de bola passa sempre pela mesma estratégia, mesmo quando já todos os adversários o conhecem?
  • Porque é que não temos jogo interior, mesmo podendo usar unidades como Nani ou Gauld na zona 10 para o construir?
  • Porque é que numa altura em que Adrien se encontra em quebra de rendimento Wallyson não é lançado, mesmo que do banco?
  • Porque é que os únicos jogadores jovens que foram lançados foram quando não havia outra opção? Até André Martins perder o lugar para João Mário demorou muitos erros do primeiro e boas entradas do segundo.

Eu sei que tens uma excelente imprensa e boa imagem. Mas neste momento começo a duvidar um pouco das tuas opções. Podes ajudar-me a perceber?

Cumprimentos,

Um sócio pagante e apaixonado pelo Sporting.

17 COMENTÁRIOS

  1. Eu posso-te responder a algumas duvidas:

    Porque é que o Montero, o nosso ponta de lança em pior forma dos três da equipa principal, foi titular no jogo contra o Porto?
    Porque é claramente melhor que os outros todos juntos. Infelizmente a q equipa é que não joga um estilo de jogo condizente com os recursos disponiveis.

    Porque é que o Capel não rende nada desde Novembro e numa altura em que era preciso virar o jogo contra o Porto foi ele o chamado a campo?
    Porque não há melhor…infelizmente! De qualquer forma Capel não rende nada desde que nasceu e não irá melhorar mais.

    Porque é que Ryan Gauld foi devolvido à equipa B depois de provar que já é muito mais jogador do que André Martins?
    Aqui não te posso responder, até porque o nome a colocar seria Adrien e não André.

    Porque é que Wallyson foi devolvido à equipa B depois de provar que já é muito mais jogador do que André Martins? Mesmo que em cima

    Porque é que não temos jogo interior, mesmo podendo usar unidades como Nani ou Gauld na zona 10 para o construir?
    Se ele te responder, deixa-me ler a sua resposta, estou interessado no mesmo.

    Porque é que numa altura em que Adrien se encontra em quebra de rendimento Wallyson não é lançado, mesmo que do banco? Aqui tal como em cima é apenas trocar de nomes, André ao invés de Wallyson.

    Porque é que os únicos jogadores jovens que foram lançados foram quando não havia outra opção? Até André Martins perder o lugar para João Mário demorou muitos erros do primeiro e boas entradas do segundo.

    Sobretudo porque insistem em colocar André a 10….Incrível como Sá Pinto com as suas poucas qualidades, conseguiu acertar com Martins

    • Não posso concordar contigo sobre o Montero. O Slimani é bem melhor que ele. E quanto ao Capel a mesma coisa, antes o Mané.

      No caso do André Martins, falta-lhe criatividade para ser um 10. Mas também lhe falta intensidade para um oito. Cruza muito bem, tem uma capacidade de passe e toque de bola muito boa. Mas não sei o que fazer dele.

  2. Mas porque é que só nós os sócios pagantes (porque eu também o sou e apaixonado ) é que nunca passamos de bestiais a bestas num instante? Mas porquê voltarmos a colocar essas questões? Tudo em causa. ..O quanto somos tão bons nós. …iguais aos outros…

    • Deve sempre questionar-se. Se vieres não houve aqui nenhum bota-abaixismo. Não foi para passar de bestial a besta.

      Apenas questões directas sobre coisas que me parecem erradas. Não apenas critica pela critica, ou por um resultado.

  3. acho que Marco Silva devia responder a estas 4 perguntas:
    1. Porque é que o Montero jogou? quando Tanaka começa a afirmar-se (Slimani claramente em baixo de forma)
    2. Porque é que jogamos praticamente com o mesmo onze e com a mesma tactica do jogo com o Wolfsburgo e não optamos por uma estratégia de contenção e de contra ataque, visto estarmos a jogar no dragão e desgastados?
    3. Porque é que nunca apostamos em jogos desta dimensão fora de portas em jogar com dois medios defensivos, william e rosell? quando fomos campeões, jogavamos com o Paulo Bento e Rui Bento.
    4. Porque é que o Mané não jogou? jogo de caracteristicas perfeitas para o seu estilo de jogo, para além de estar fresco e com Carrillo claramente a precisar de oxigenio.

    Ontem fiquei desiludido sobretudo com Marco Silva, mostrou muita displicência.

  4. Já estava a achar que estava a ficar maluco, já faço estas perguntas há algum tempo. E acrescento uma última: com este tipo de erros (eu chamo-lhe teimosia, bem ao estilo Paulo Bento) isto é que é um super treinador? Por favor…

      • Andam enganados como andaram (e aí eu também) com o Paulo Bento. Gosto do Marco Silva, mas se não lhe passar a teimosia pode seguir o seu caminho fora do Sporting.
        Infelizmente foram precisos anos para acordarem para o mal que os croquetes fizeram ao clube, vão levar mais uns bons anos para perceberem que um treinador teimoso não serve para o Sporting.

        • COM TANTOS TREINADORES DE BANCADA, NÃO SEI PORQUE É QUE O SPORTING PRECISA DE TREINADOR, ACHO QUE QUEM TIVER CAPACIDADE PARA FAZER MELHOR DEVIA IR TREINAR A EQUIPE E NÃO CRITICAR. QUANDO GASTAVAM DINHEIRO A RODOS E NÃO SE GANHAVA NADA CRITICAVAM AGORA QUE SE QUER ENDIREITAR O CLUBE VOLTAM A CRITICAR. TENHAM PACIENCIA E FAÇAM O FAVOR DE SEREM FELIZES

          • Tem o Caps Lock avariado?

            Mas não se pode criticar? Se Marco Silva tivesse resultados ninguém reclamava, ele provava que tinha razão e sabia o que fazia. O problema é que não o tem demonstrado. Passou-se o mesmo com Paulo Bento, se tivesse tido uma boa prestação no Brasil ainda hoje seria seleccionador, mas como os treinadores de bancada afinal é que tinham razão ele lá foi de vela.

            O facto de se ter um curso não faz da pessoa boa na sua profissão. Bruno de Carvalho também curso de treinador e não o quero a orientar a equipa nem durante 5 minutos. Excelente presidente, mas duvido bastante das suas capacidades de treinador.

  5. grande carta…
    eu acho que o redactor desta carta tem 1 problema…pensa que é adepto de equipa Top…quem discute Sarr e Mauricio por Paulo Oliveira (QUE CHEGOU EM DEZEMBRO meu Borrego) e Tobias Figueiredo está como que a comparar a defesa do Moreirense com a do Arouca que muito respeito me merecem.

  6. Ser sportinguista é isto mesmo é sofrer sofrer andarmos sempre com esperança e ver os outros a ganhar campeonatos e nós nada nadinha de nada. Com 40anos ja me habituei a este Sporting que me faz sorrir gritar e chorar. Viva ao Sporting o clube do meu coração

  7. O nosso futebol passa por triangulações nos últimos 40 metros entre médio interior, lateral e extremo e aquele que entrar nos últimos 30/20 metros mete a bola no barulho, afinal de contas cada cruzamento pode gerar perigo, e confesso que gosto de futebol com muitos cruzamentos.
    Mas ver uma equipa a cruzar 40 vezes para UM avançado de 1,70m (e mais uns trocos) não faz sentido, e nem faz sentido mesmo com o Slimani lá (isto é fazer 40 cruzamentos e 0 passes verticais tornam-nos previsiveis).

    Eu sou um treinador de bancada assumido, e raramente falho uma substituição, e ai vai o q eu pedia ao Sr. Marco Silva;

    -mais Gauld, Wallyson, Mané, Capel e Rossel, mas vamos por partes.

    Rossel e William juntos, sim por favor, Rossel tem escola e é mais dinâmico que William e ao mesmo tempo libertava o William para fazer o q melhor faz, passar a bola, com isto corria-mos o risco de partir a equipa e desligar o meio-campo, sim verdade, mas também permitia aos 2 laterais subir mais o q levava a ganhar mais 2ªs bolas.

    Agora mais à frente um pouco, gosto muito do Adrien e do João Mário e no momento são os mais capazes que lá temos, mas se um jogador está mal porque não tira lo do jogo??!?!? Adrien foi das melhores pedras do inicio do campeonato mas já há muito que perdeu gás e o Wallyson tem um pé esquerdo fantástico, sabe ler muito bem o jogo, quer no espaço quer a perceber se deve acelerar ou guardar mais a bola , enquanto o Adrien é mais jogador de trabalho e não de decisão, (aquele momento em que vemos que o Adrien tem 2 colegas sozinhos e decide chutar a 35 metros da baliza ou então fazer o passe para as costas dos colegas quando estão em contra-ataque)

    “Ai e tal temos q ir buscar o 10 porque o João Mário não serve”, não serve nem nunca vai servir, ele é mais 8 com qualidade para fazer últimos passes mas nunca um 10, querem jogar com um 10 temos o Gauld, a pensar como ele só temos o Nani e mesmo este não serviria tanto como o Gauld porque agarra-se muita há bola. o muido tem muito futebol nos pés, e encaixaria perfeitamente na lógica William e Rossel, não teria que defender muito, apenas apoiar o meio campo, e traz aquilo que mais nenhum outro elemento do nosso meio campo tem, o tal futebol interior.

    Nas extremas do ataque, resume-se a 4 jogadores divididos em 2 grupos, os que gostam de vir para dentro, Nani e Mané, e os que são mais extremos no verdadeiro sentido da palavra dentro do futebol, Carrillo e Capel. Para mim faz sentido jogar com 1 de cada “grupo”, contudo é preciso perceber que o Capel precisa de espaço, e o jogo como o do Sporting passa com o apoio constante dos médios interiores nas alas esse espaço deixa de existir, o médio traz a marcação com ele e ficam 3 para 3 (lateral médio e extremo) e lá se vai o espaço que o Capel precisa, logo este e Gauld são compatíveis, o escocês traria mais a bola para o meio o o bloco defensivo da outra equipa acompanharia e assim se fazia o espaço para o nosso Capel.
    Já o Mané, é um avançado de formação que apenas o deixou de ser por questões de físico, é um jogador rápido em espaços curtos e aparece muito bem na área para finalizar, com mais jogo interior este marcaria 10 golos por época, mas com o jogo a passar sempre pelas alas, como não é um extremo extremo precisa de estar muito inspirado para vermos um Mané à altura do SCP, e quando não vem com essa inspiração ficamos irritados com ele (verdade né?!)

    Quanto aos ponta de lança, temos 1, Slimani, o Tanaka e o Montero são avançados e quanto a mim nem um nem outro serve, o Montero tem futebol nos pés mas é calaceiro (quando não o é adoro ver o gajo a jogar ) o Tanaka é esforçado mas não tem os pés do Montero, assim sendo seria uma escolha com base nos momentos de forma de cada um, excepto se quisermos cruzar 40 vezes no jogo, nesse caso seria sempre o Slimani, 1,80m e tal e muito bom de cabeça.

    Resumindo Sr. Marco Silva, as vezes no futebol não podemos chegar e dizer “quero isto e temos que jogar assim”, por vezes no futebol temos que pegar e ver o que temos e montar uma estratégia, eu percebo a sua e não sou treinador com formação, então imagine uma colega de profissão seu, “Vamos jogar contra o Sporting, últimos 40 metros da nossa defesa muita pressão e não deixar cruzar”, e lá se vais a sua ideia de jogo para este SCP

  8. Tal como Ja ouvi anteriormente a questão Será sempre enquanto estes barões andarem no futebol, nos mesmo com bom futebol nunca lá chegaremos porque nao nos deixam! É muitos e escandalosos colinhos! Eu fui a pessoa que mais duvidou na contratação de Março Silva porque para um clube ganhador ele não tem provas dadas que possam encaixar nesse perfil mas dai até comparar com Paulo Bento é ridículo! Este num ano já jogou com 4 estilos diferentes, o Paulo Bento em 4 anos sempre jogou da mesma forma mas em todos os jogos! E sinceramente, depois do que aconteceu 5a, o sporting foi o melhor adversário para o porto apanhar e o Porto seria sempre o pior adversário que poderíamos apanhar! Acho que 5a teremos a recuperação da nossa alegria!

    • Jogou com 4 estilos diferentes? Gostava de saber quais são. O Sporting esteve quase 2 meses sem Slimani e o estilo foi sempre o mesmo, cruzar para a área!

  9. Algumas das perguntas são muito bem colocadas, sobretudo a da inexistência de jogo interior. Sobre Montero, concordo que seja o avançado mais completo do Sporting, embora tenha características muito próprias. É mais um 9/5 que precisa de Slimani a acompanhá-lo. O problema, aqui, é que quando joga o Sporting insiste em cruzar para área, ao invés de um futebol circular mais apoiado. Percebe-se que Montero tenha jogado contra o FC Porto, já que Tanaka foi titular diante o Wolfsburgo. Marco Silva mostra, com isto, que coloca neste momento os dois lado-a-lado na luta pela titularidade enquanto Slimani não estiver a 100%. Antes, em iguais circunstâncias Montero era o titular absoluto. Agora, havia dois jogos a fazer, decisivos e num curto espaço de tempo, e a opção foi dar oportunidade a cada um deles, até porque ambos têm características mais próximas um do outro, do que face a Slimani.

    Também percebo a gestão feita na entrada de João Mário para o lugar de André Martins. Martins entrou como titular esta época face à boa pré-temporada que fez e Marco Silva não podia, por uma questão de gestão de balneário, tornar João Mário titular de um momento para o outro, sem que este fosse mostrando serviço aos poucos. Aliás, Marco Silva foi o próprio a dizer, a propósito deste tema em conferência de imprensa, que “não esqueço o que André Martins fez na pré-época e como trabalhou para ser titular”. A ascensão de João Mário era, por isso, uma questão de tempo e não de qualidade.

    Da mesma forma, Maurício começou a titular por transitar da época anterior e ter perfil de liderança, embora a qualidade fosse o que fosse. Sarr entrou directamente na equipa, pois acredito que Marco Silva tivesse acreditado que Sarr, o jogador que não pediu e lhe deram, fosse o elemento que faltava para fazer a primeira construção de jogo. Até porque Paulo Oliveira teve também problemas de adaptação ao jogo do Sporting (falhou imenso na pré-temporada) e Tobias Figueiredo, quer se queira quer não, era dãoemasiado inexperiente para agarrar o lugar desde a primeira jornada (se bem que Sarr também não lhe ganhe neste capítulo). Acredito, pois, que Sarr foi um erro de casting.

    De resto, a verdade é que não existem alternativas capazes. Não há um central experiente, de classe mundial e que seja a referência lá atrás. Não há alternativas para a irregularidade de Adrien (Wallison e Gauld até poderiam ser, mas, convenhamos, não têm ainda a estaleca que o Sporting precisava neste ciclo decisivo com Wolfsburgo, FCP e Nacional) e nas intermitências de Nani e Carrillo (também têm direito a estar em baixo de forma) as alternativas são…Capel e Mané. Valem o que valem. E é com isto que Marco Silva tinha que atacar campeonato, Taça e Liga Europa. Claro que MS cometeu erros e alguns não se entendem (como a falta de jogo interior) mas acredito que tem capital de confiança para continuar a fazer o seu trabalho, assim haja matéria-prima em conformidade.

  10. Meus Caros,

    Marco Silva não faz bolos sem farinha…
    Se olharmos para o plantel do FC Porto e para o do Sporting CP, vemos que há uma diferença significativa em vários pontos: qualidade, experiência, maturidade, etc…
    Agora, eu acho que a estratégia será melhorar as contas do clube primeiro, e sim, depois fazer um maior investimento em jogadores… e concordo plenamente…
    Dai vem que, esta derrota não é nada de chocante… assim com a do Wolfsburgo tbm creio que não.

    SL

Deixar uma resposta