Uma das coisas boas de ver futebol no estádio, em vez de ver na televisão, é que podemos ver as movimentações dos jogadores que queremos, quando queremos. Outra é que podemos discutir com os nossos colegas do lado e trocar ideias. Foi isso que aconteceu com o Rui, meu colega de bancada, no passado jogo contra o CSKA.

Durante o jogo o Rui estava frustrado com as movimentações de Téo Gutierrez. Eu como adepto do jogador, e do seu remate fácil e golo sempre presente, tentei refutar por um pouco. Mas o Rui insistia. Dizia-me a cada lance, onde se pedia uma rotação mais rápida do corpo, uma mudança de trajectória sem bola, para reparar no movimento do jogador. E realmente algo parecia menos normal. Téo parece a cada movimento destes meio rígido, quase como se tivesse algo a prendê-lo.

Na brincadeira o Rui disse que talvez seja uma pubalgia. Ou presente, ou mal curada. O que é certo é que algo lhe prende alguns movimentos, e lhe tiram um pouco de vantagem nestes lances. Será algo que a estrutura do Sporting já deve saber, e saber como trabalhar. Seja uma lesão ou apenas um deficit físico.

Mas é apenas mais uma prova de quão bom é ver um jogo ao vivo, e quão mais se aprende ao vê-lo dessa forma. por isso se não têm esse hábito, e o poderem ter, não hesitem. Futebol a sério é em Alvalade!

2 COMENTÁRIOS

  1. Nota-se que o Teo não está na sua melhor forma, contudo com alguns cuidados vai progredir jogo após jogo.
    Entretanto o Sporting poderia comprar o Sul Coreano Suk ao Setúbal.
    Gloria Sportinguista

    • Com Téo, Montero, Slimani e ainda Tanaka. Tendo em conta que a segundo avançado pode jogar ainda o Ruiz, Carrlllo, Gélson e Ruiz, penso que contratar mais pontas de lança seria um erro.

      Mas sim o Suk é um jogador muito interessante.

Deixar uma resposta