Ricardo Esgaio

As listagem dos jornais sobre transferências são muitas vezes mais exercícios criativos do que propriamente verdades. No entanto esta do Record, saída na edição de 30 de Maio, parece bem acertada a meu ver.

Uma lista que para começar tem as vendas de apostas falhadas em tempo de vacas magras. André Geraldes, Azbe Jug, Rossel, Slavchev são cartas a menos no baralho e a intenção é vender recuperando o investimento ou mesmo fazendo lucro ligeiro como foi feito no caso de Sarr e Sacko.

Heldon é um caso curioso. Não é suficientemente bom para o Sporting, e não parece ter grande mercado lá fora. Mas emprestar a um clube honesto de Portugal é sempre bom visto ser uma grande mais valia para qualquer clube abaixo dos três grandes.

Teo Gutiérrez é um joker. Quando está bem é muito forte, e todos sabemos isso. Mas não vai para novo e nunca se sabe com que contar. Como tem mercado na América do Sul é recuperar o investimento.

Já Castaignos foi uma contratação que falhou, e que psicologicamente não parece ter condições de voltar a render em Alvalade. Acredito que ainda poderá ter sucesso noutro lado, mas dificilmente por cá. Recuperar os custos é o suficiente. Mas garantir 10 ou 20% do passe seria bem jogado.

Tobias Figueiredo é um caso espinhoso. Prometeu muito na formação, tem raça querer e poder físico, mas neste momento penso que perdeu o comboio. É pior do que os que temos na equipa principal, e que Domingos Duarte que é mais novo. Aqui uma venda é interessante sim, mas se for por um valor baixo que se fique com 40 ou 50% do passe. Pode render no futuro.

Ricardo Esgaio é complexo. É um jogador útil no plantel, mas para tapa buracos. Não sei se alguma vez conseguirá cumprir o que prometeu nas camadas jovens. Um bom empréstimo a uma equipa forte, Braga, Guimarães, pode mostrar de vez se vale isso ou não. Mas uma proposta interessante de venda, com salvaguarda de % de passe, será interessante também.

Jefferson, Zeegelar e Ewerton são jogadores que foram baratos, e que em certas alturas tiveram relevância no plantel. Neste momento não me parece que sejam o futuro do clube, e como tal uma venda será o melhor a fazer.

Por fim Ryan Gauld. Gosto muito do jogador. E caiu no goto dos Sportinguistas. Acho que está ali um número oito de qualidade. E que poderá ser estrela em qualquer equipa fora do top5 nacional. E útil nas outras. Ficar com ele no plantel ou rodar uma época inteira? Rodar não seria muito mal. Agora escolher com muito critério a quem.

1 COMENTÁRIO

  1. Sinto alguma tristeza por Ricardo Esgaio. Senti sentimento idêntico com Carriço.
    Um capitão durante toda a formação, um goleador na 2ª liga quando jogou a extremo, uma promessa no com Leonardo Jardim no Sporting quando integrou algumas vezes o plantel principal e um Leão ssumido.
    Desejo-lhe sorte pois competência, talento e garra tem que baste!
    Ou muito me engano ou este negócio será mais vantajoso para o Braga e ainda veremos Esgaio como um dos melhores extremos da 1ª Liga!
    Espero que a Direcção tenha salvaguardado 50% do passe numa futura transferência, como no caso de Wilson Eduardo.

Deixar uma resposta