Hoje durante a manhã foram revelados que como muita gente suspeitava o dinheiro da venda de Bernardo Silva não fora para o Benfica. O Sporting com Filtro fez eco disso mesmo de manhã por exemplo. Horas depois de tornados públicos os detalhes do pagamento o Benfica lá reagiu. Vamos ler com atenção antes de desmascarar a mentira lá contida.

«Face ao ruído gerado por precipitação e total desconhecimento de quem tem responsabilidades editoriais em Portugal, mas desconhece em absoluto o funcionamento do sistema financeiro, a Benfica SAD vem esclarecer que os documentos divulgados durante o dia de hoje em relação ao contrato e pagamento do jogador Bernardo Silva são verdadeiros e ilustram apenas uma vulgar operação financeira à semelhança de outras já feitas por esta e muitas outras sociedades desportivas, em Portugal e no estrangeiro.Bastava alguma prudência e uma análise menos tosca dos documentos e ter-se-ia evitado escrever barbaridades como “os milhões de Bernardo Silva não foram para a Luz” e outras semelhantes que encarnam um jornalismo tabloide sem qualquer preocupação com o rigor da informação e, pior, sem o cuidado de sequer tentar um contacto para esclarecimento dos factos.

Bernardo Silva foi vendido ao AS Monaco Football Club em janeiro de 2015 por 15.750.000 euros, em pagamentos fracionados até junho de 2016. Considerando os prazos de liquidação previstos no contrato de alienação dos direitos do atleta, a Benfica SAD cedeu por antecipação a totalidade dos créditos junto de uma entidade financeira com sede em Londres (XXIII Capital Limited), recebendo, dessa forma e antecipadamente, a totalidade do valor acordado (15.750.000 euros).

Tendo antecipado a totalidade dos créditos e tendo comunicado ao AS Monaco essa mesma cedência de créditos, à medida que se vencem as prestações acordadas, o clube monegasco vai, naturalmente, pagar à XXIII Capital Limited. Trata-se de uma simples operação financeira, que é habitualmente realizada por inúmeros clubes ou sociedades desportivas por toda a Europa que pretendem descontar os valores por receber dos contratos celebrados, no âmbito da política de gestão de tesouraria de qualquer empresa. Lamenta-se o ruído gerado e aconselha-se, de futuro, maior prudência na abordagem de matéria que, pela amostra do que foi publicado, desconhecem em absoluto.»

Parece normal? Bem, até aqui sim. Uma instituição que tenha problemas graves de tesouraria como o Benfica terá como instrumento normal a antecipação de receitas, com pagamento de juros.

Nada de estranho, nem de ilegal.

Mas nada como ir à fonte ver os dados. E a fonte são os relatório e contas da Benfica SAD. Ora uma operação como esta, um empréstimo/adientamento de mais de 15 milhões de euros tem de ser lá colocada. Como tal fomos buscar os seguintes ficheiros, ao site da Benfica SAD:

26-11-2015 – Relatório e Contas Consolidado e Individual 2014/2015 após aprovação em Assembleia Geral» Leia na íntegra (PDF)

02-11-2015 – Relatório e Contas Consolidado e Individual 2014/2015  Leia na íntegra (PDF)

08-01-2015 – Relatório e Contas Consolidado e Individual 2013/2014 após aprovação em Assembleia Geral

» Leia na íntegra (PDF)

31-10-2014 – Relatório e Contas Consolidado e Individual 2013/2014» Leia na íntegra (PDF)

28-11-2013 –Relatório e Contas Consolidado e Individual 2012/2013 após aprovação em Assembleia Geral

» Leia o comunicado na íntegra (PDF)

31-10-2013 – Relatório e Contas Consolidado e Individual 2012/2013

» Leia o comunicado na íntegra (PDF)

Até os deixamos aqui para quem quiser repetir o nosso exercício o poder fazer. Nada como ser transparentes.

E que exercício fizemos? Bem, antes de mais fomos procurar pelo nome de Bernardo Silva, e ver se aparece alguma vez referido o empréstimo.

Sem surpresa nada surge. O a renovação de contrato com o clube surge. A sua cedência ao Mónaco, a titulo temporário também. Tal como a alienação do seu passe. Tudo isto sem referir alguma vez este cenário. Apesar de serem referidas em tom de auto-elogio as receitas geradas pelo negócio.

Mas por certo se procurarmos pelo nome da empresa XXIII Capital: Capital Solutions deve surgir algo. Um empréstimo, como a comunicação do Benfica disse hoje, tem de estar reflectido nas contas dos últimos quatro anos.

Nada. Zero referências a esta empresa e a este valor.

Tudo leva a querer que o Benfica mentiu na altura, quando disse os valores que recebeu. E que volta a mentir agora quando refere que era apenas um adiantamento.

No entanto continuam a querer fazer passar a mensagem falsa que são um clube honesto, e com contas sólidas. Quando são dos que mais negócios obscuros têm e o que tem maior passivo!
PARTILHA E DE NUNCIA

3 COMENTÁRIOS

  1. Aldrabões sem escrúpulos estes lampiões. O dinheiro não entrou no Boifica nem em nenhuma sociedade, porque o jogador foi DADO a Jorge Mendes e a Peter Lim, como pagamento de empréstimos que estes haviam feito ao Boifica! E como este, todos os que o Boifica diz que vendeu sempre por 15 milhões, também foram DADOS aos mesmos personagens, como pagamento de dívidas antigas. O Boifica mente a tudo e todos, tal como mentiu na venda do Garay. Disseram á lampionagem que o jogador foi vendido por 6 milhões, e no Relatório e Contas encarniçadas, diz que o Boifica só teve 317 mil euros de lucro com essa venda. A lampionagem engole tudo o que o ladrão cadastrado por roubo lhes impinge. Metem dó.

  2. veja-se eu entendi o monaco no lugar de pagar ao venfique em 3 pagamentos paga a’ entidade financeira sediada em londres que por sua vez ja pagou os 15 mlhoes e 750mil euros aos clubes com probelemas finceiros venfique lol e pa’ tambem queria isso essa entidade finaceira existe somente para ajudar os clubes com a mania de serem os mais maiores de todos

Deixar uma resposta