A imprensa portuguesa não é má. É permeável a interesses de terceiros, condicionada e altamente manipuladora. O que é bem mais grave. E no caso do futebol é ainda mais forte essa acção negativa. Primariamente de forma a melhorar tudo o que venha do Benfica. Depois interesses de empresários. E a seguir Sporting e Porto.

O que vem dos pequenos é desde logo menorizado e esquecido. E isto é válido na imprensa, e também nas escolhas das selecções por exemplo. Daí esta equipa do ano da EA Sports ser uma lufada de ar fresco.

Ver que colocam no onze titular Diogo Jota e Paulo Vínicios, que muitos jornais portugueses nem colocariam entre os 23, é uma lufada de ar fresco. E isto porque acompanham e analisam mesmo o campeonato. Ver que Renato Sanches está fora, algo que para cá seria um sacrilégio, é outro ponto que mostra a sua liberdade. Não jogou tantos jogos como os outros, e por isso faz sentido a ausência.

Não quer dizer que concorde com toda as escolhas, mas vejo nelas um exercício bem mais real do que todos os que vi feitos por cá.

E ainda valoriza mais os seis jogadores do Sporting da lista. Rui Patrício, Ruben Semedo, Adrien, João Mário, Iuri Medeiros e Islam Slimani fazem parte deste lote, e com toda a justiça.

Parabéns à EA Sports! Mas imparcialidade deste tipo vai continuar escassa por cá. Infelizmente.

5 COMENTÁRIOS

  1. será que é por a imprensa desportivatad(recos e bostas)estarem falidos e fod….e haver muito dinheiro roubado ao grupo bes aí a solta que paga muitos favores a jornalistas à rasca?

  2. Resta saber como terminaria este conjunto selecionado uma eliminatória dos 1/4 finais da Liga dos Campeões com o Bayern Munique, ou mesmo uma eliminatória da Liga Europa contra o Dortmund ou contra o Bayer Leverkussen.
    Ainda haverá quem se vá lembrar que o mais seguro seria escolher o plantel do Benfica, sempre as probalidades de vencer alguma destas eliminatórias seria maior, não.
    Ainda haverá quem pense que o melhor seria ter o plantel do Sporting, que iria garantir a vitória em algum desses confrontos.
    Haverá também quem ainda hoje pense que seria o plantel do F. C. Porto, o mais capaz de competir nessas eliminatórias. É assim, as opiniões no futebol frequentemente é mais emocional do que racional.

  3. O 11 titular da liga NOS sem o Fejsa e o João Mário ? Ui, que grande análise foi feita..

    Quanto ao Renato, podem deixar de se espumarem todos, ele a partir dos proximos dias, vai pertencer ao Bayern..

Deixar uma resposta